Category: Comunicação

Dia Mundial das Zonas Húmidas: vá de navegante e brinde ao planeta Terra

Neste dia 2 de fevereiro, a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) volta a assinalar o Dia Mundial das Zonas Húmidas, convidando os habitantes da área metropolitana de Lisboa (amL) a visitá-las de transportes públicos, preservando o habitat natural das mais variadas espécies animais e vegetais.

Mais do que as reservas naturais dos estuários do Tejo e do Sado, a amL convive e abriga a biodiversidade que caracteriza, entre vasas e charcos, as paisagens da Lagoa de Albufeira, dos sapais de Coina ou das marinhas de sal que ainda subsistem nos recônditos de Alcochete ou Moita. Moinhos de vento e de maré preenchem as paisagens das zonas ribeirinhas, tanto na margem norte como na margem sul.

A boa notícia é que qualquer um destes locais de interesse está à distância de uma viagem nos autocarros, barcos ou comboios incluídos nas rotas do navegante® metropolitano.

Todos os transportes. 18 municípios, apenas por 40 euros por mês. Também em 2023.

Redistribuição das carreiras no Terminal de Sete Rios e Areeiro

Tendo em mente a maior comodidade dos milhares de passageiros que diariamente dependem do Terminal de Sete Rios para as suas deslocações diárias ou ocasionais, as paragens da Carris e da Carris Metropolitana foram redistribuídas, no âmbito da obra em curso na Praça Marechal Humberto Delgado, junto ao Jardim Zoológico. 

Assim, por prazo indeterminado, os terminais 1 e 2 ficarão afetos às carreiras 770 e 58B da Carris e os 3 a 8 às linhas da Carris Metropolitana. A saber, 3720, 3721, 3717, 3705, 3711, 3716, 3796, 4730 e 4725.

Entretanto, e fruto da requalificação que a autarquia de Lisboa já está a levar a cabo no Terminal do Areeiro, as linhas 3703 Almada – Lisboa e 3710 Costa da Caparica – Lisboa, que anteriormente tinham como paragem final Sete Rios, foram deslocalizadas para o Terminal do Areeiro, que entra nas rotas da Carris Metropolitana.

Carris Metropolitana: Almada, Seixal e Sesimbra com reforço de serviços e utilização do Terminal do Areeiro

A Carris Metropolitana prepara-se para iniciar a operação de cinco novas linhas nos municípios de Almada, Seixal e Sesimbra, já a partir da próxima segunda-feira, 23 de janeiro, com destaque para o reforço das ligações à margem norte do Tejo.

Linhas em Almada

A Carris Metropolitana inicia a operação da linha 3705, que estabelece a ligação entre a Charneca da Caparica e o terminal de Sete Rios, em Lisboa, e a linha 3006 – circular da Aroeira –, garantindo à população um novo serviço de transportes de proximidade.

Outra nova ligação será entre Almada e Algés, efetuada pela linha 3701. Esta linha é a primeira a ligar a zona ocidental de Lisboa e Oeiras, com um município da margem sul.

Para melhor dar resposta à procura registada, a linha 3001, que já hoje liga Almada (Cristo Rei) e o Terminal de Cacilhas, passará a contar com mais 20 circulações diárias.

Área 3: Almada, Seixal e Sesimbra

Para promover a ligação entre o Seixal e Almada, entra em operação a linha 3505, entre Paio Pires (Farinheiras) e o Terminal de Cacilhas, num percurso semelhante ao serviço da antiga carreira 108, com horários sobretudo nas horas de ponta, garantindo a articulação com o barco.

Sesimbra também recebe uma nova linha, 3540 (Alfarim – Coina (Estação)), que irá garantir a ligação direta de Alfarim e Meco para a estação de Coina.

Utilização do terminal do Areeiro | 30 de janeiro

Um dos terminais de partidas e chegadas à capital, o Areeiro surge no mapa da Carris Metropolitana para as ligações margem sul -Lisboa. A partir do próximo dia 30 de janeiro, as linhas 3710 e 3703, da Costa da Caparica e do Parque Urbano de Almada, passam a iniciar e terminar o seu percurso no Areeiro, em Lisboa, deixando de utilizar o terminal de Sete Rios.Sobre a Carris MetropolitanaA Carris Metropolitana é uma iniciativa dos 18 municípios da AML –Área Metropolitana de Lisboa, que concretizam a obrigatoriedade legal de se concursar e contratar as redes de serviços rodoviários, e que, através Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) implementa este projeto de grande dimensão que visa fundir a operação rodoviária de toda a amL numa mesma imagem, numa mesma marca, num mesmo nível de serviço, focado no serviço às populações, com um elevado grau de complexidade tecnológica e operacional, neste caso, sobretudo pela dimensão geográfica e populacional, reduzindo a idade média da frota em operação, introduzindo melhorias na performance ambiental nas viaturas, mais e melhor informação ao público que é também uniformizada e simplificada à escala metropolitana, e aumentando o número de horários e frequências até cerca de 40% acima do que era praticado antes da entrada em funcionamento. A Carris Metropolitana pretende contribuir para aequidade social e territorial na amL, fomentando a adoção de comportamentos sustentáveis. Opera as redes municipais para 15 dos 18 municípios (Barreiro, Cascais e Lisboa mantêm as operações locais) e a totalidade da operação intermunicipal dos 18 municípios

Carris Metropolitana: novo paradigma da mobilidade urbana já circula em toda a amL

A circular nos municípios da margem norte do tejo desde dia 1 de janeiro, a Carris Metropolitana opera em pleno nos 18 municípios da área metropolitana de Lisboa, trazendo um novo paradigma de mobilidade.

Num esforço que só se considerará satisfeito quando o transporte público for opção primeira para assegurar a mobilidade na área geográfica mais movimentada do país, a Carris Metropolitana predispõe-se a fundir, uniformizar e simplificar a operação rodoviária numa área urbana com cerca de 3 mil km2. Depois de Almada, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Palmela, Moita, Barreiro Montijo e Alcochete, os municípios da margem norte, os autocarros amarelos chegam à Amadora, Sintra, Oeiras, Cascais, Lisboa, Loures, Odivelas, Vila Franca de Xira e Mafra neste primeiro dia de janeiro.

Contas feitas, e para já, conta mais de 20 mil horários / circulações num dia útil (mais 20% do que os horários do serviço anterior à Carris Metropolitana), que representam 30% de aumento no número de quilómetros em operação, mais de 700 linhas (das quais 13% são linhas novas), aproximadamente 12 mil paragens de autocarro, executados por 1575 viaturas das quais cerca de 70% novas (uma idade média da frota inferior a 1 ano), correspondente a aproximadamente 250 milhões de euros de investimento em frota, e conduzida por um total aproximado de três mil motoristas.

Assegurada no terreno pelos operadores que venceram o concurso público internacional para cada uma das quatro áreas geográficas, a operação da Carris Metropolitana garante o acompanhamento e fiscalização do cumprimento dos níveis de serviço definidos em contrato que será prestado por estas empresas. A saber, na margem norte do Tejo a Viação Alvorada e Rodoviária de Lisboa e na margem sul do Tejo TST – Transportes do Sul do Tejo e ALSA Todi.

A Carris Metropolitana salienta que a expansão da operação rodoviária aos municípios do norte, trará alterações, que por mais pequenas que sejam, causarão impactos nos hábitos quotidianos dos utilizadores, estando definidos os mecanismos de acompanhamento que garantem a gradual correção dos aspetos operacionais e a correta informação ao público.

Sobre a Carris Metropolitana: A Carris Metropolitana é uma iniciativa dos 18 municípios da AML – Área Metropolitana de Lisboa, que concretizaram a obrigatoriedade legal de se concursar e contratar as redes de serviços rodoviários, e que, através da empresa Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) implementam este projeto de grande dimensão que visa fundir a operação rodoviária de toda a amL numa mesma imagem, numa mesma marca, num mesmo nível de serviço, focado no serviço às populações, com um elevado grau de complexidade tecnológica e operacional, neste caso, sobretudo pela dimensão geográfica e populacional, reduzindo a idade média da frota em operação, introduzindo melhorias na performance ambiental nas viaturas, prestando mais e melhor informação ao público que é também uniformizada e simplificada à escala metropolitana, e aumentando o número de horários e frequências até cerca de 40% acima do que era praticado antes da entrada em funcionamento. A Carris Metropolitana pretende contribuir para a equidade social e territorial na amL, fomentando a adoção de comportamentos sustentáveis. A Carris Metropolitana opera as redes municipais para 15 dos 18 municípios (Barreiro, Cascais e Lisboa mantêm as operações locais) e a totalidade da operação intermunicipal dos 18 municípios.

Pré-aviso de greve dos maquinistas do Metro Transportes Sul

Os maquinistas do Metro Sul do Tejo iniciaram esta quinta-feira, 29 de dezembro, um período de três dias de greve, até ao dia 1 de janeiro, com a expectativa de graves perturbações nos serviços.

Assim, entre as 00h00 do dia 29 de dezembro de 2022 e as 24h00 do dia 2 de janeiro de 2023 (segunda-feira), os trabalhadores representados pelo Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ), vão fazer greve ao trabalho suplementar e a todos os serviços com duração superior a oito horas.

Entre as 00h00 do dia 30 de dezembro de 2022 (sexta-feira) e as 24h00 do dia 1 de janeiro de 2023 (domingo), os trabalhadores encontram-se em greve à prestação de todo e qualquer trabalho.

Entretanto a empresa já pediu às autoridades que sejam decretados serviços mínimos.

Passe navegante municipal Setúbal terá 10€ de desconto

O município de Setúbal atribuiu um desconto de 10 euros no navegante.

Andar de transportes públicos vai ficar mais barato para os setubalenses em 2023. Por um período de um ano, a Câmara Municipal de Setúbal determinou uma bonificação tarifária no valor de 10 euros na aquisição de qualquer das modalidades do título de transporte navegante municipal Setúbal.

Na prática, os atuais 30 euros pagos pelo navegante municipal Setúbal passam a 20. No caso do navegante municipal família, o título que permite circular apenas dentro dos limites da cidade sadina passa a custar 50 euros, em vez de 60.   

Até aos 12 anos, o navegante continua a ser gratuito em qualquer que seja o município da Área Metropolitana de Lisboa. Dependendo do escalão de apoio escolar, os menores com idades entre os 14 e os 18 anos também vão ser contemplados pelo desconto.

Atualmente a 22,5 euros, o título de transporte municipal 4_18/Sub 23 Social + (Escalão B) passa a custar 12,5 euros. O 4_18/Sub 23 Social + (Escalão A) passa de 15 euros para 5 e, por último, o 4_18/Sub23 Escalão A dos atuais 12 euros para 2.

Pensada em todos os moradores da capital de distrito, a medida é universal, não requerendo qualquer tipo de adesão prévia ou condições de acesso, à exceção, claro, da titularidade do cartão navegante, devidamente personalizado.

Atualizações Tarifárias para 2023 na Área Metropolitana de Lisboa

O Conselho de Administração da TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa E.M.T., S.A. (TML) aprovou os valores finais das tarifas dos títulos disponibilizados na área metropolitana de Lisboa, no âmbito da atualização tarifária regular para o ano de 2023.

Sublinha-se que os passes navegante em vigor na área metropolitana de Lisboa desde 2019, assim como o tarifário de títulos ocasionais dos serviços da Carris Metropolitana não terão qualquer aumento em 2023.

Consulte aqui as tabelas 2023 referentes à Carris Metropolitana, Scotturb e Fertagus.

Greve da Infraestruturas de Portugal

Informamos que esta quarta-feira, 30 de novembro, estão previstas fortes perturbações na circulação de comboios em todo o país, entre as 00h e as 24h, devido à greve dos trabalhadores das Infraestruturas de Portugal.

No âmbito dos serviços mínimos decretados, a Fertagus prevê a realização de 25% da sua oferta normal.  

Maioria das crianças só usa transportes “às vezes”

O carro dos pais continua a ser o meio de transporte mais utilizado pelos mais novos para chegar à escola com mais de metade das crianças que responderam ao Quizz navegante a assumi-lo.

Criado para familiarizar os mais novos e os pais com o universo da Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML), Carris Metropolitana e navegante, o quizz que serviu de ferramenta de sensibilização para a utilização dos transportes públicos na 21ª edição do Hospital da Bonecada, em Vila Franca de Xira, acaba por materializar uma ferramenta de análise relevante à nossa estrutura.

Os quizz navegante, muitos deles respondidos em conjunto com o pais ou avós, mostram que mais de metade das crianças do concelho deixa o transporte público à margem da sua rotina. Ir de carro para a escola continua a ser a opção para a grande maioria das crianças seja pela dificuldade de acessos às escolas, seja pelos horários apertados dos pais.

Como chegamos aqui?

Pensado, distribuído e preenchido pelas famílias no Hospital da Bonecada, em Vila Franca de Xira, o Quizz navegante foi criado para facilitar o contacto direto das famílias com o universo TML, nomeadamente com as novas lógicas de numeração, conversão e tipologia de linha da Carris Metropolitana assim como com os tarifários e diferentes cartões navegante.

De resto, a menos de um mês do arranque da operação da Carris Metropolitana nos concelhos da margem norte da Área Metropolitana de Lisboa, a TML associou-se aos estudantes da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e ao município de Vila Franca de Xira para promover a mobilidade sustentável na 21º edição do Hospital da Bonecada.

Área 4: Retirado Pré-aviso de Greve na Alsa Todi

O pré-aviso de greve dos trabalhadores da Alsa Todi para 30 de novembro foi retirado, mantendo-se os serviços previstos nos municípios da área 4, onde o operador assegura a circulação dos autocarros da Carris Metropolitana.

Assim, e de acordo com a Alsa Todi, esta quarta-feira, não estão previstas quaisquer alterações de serviço em Setúbal, Palmela, Montijo, Alcochete, Moita ou Barreiro.   

Taxa de Atualização Tarifária aprovada pela Área Metropolitana de Lisboa para 2023

Tendo em conta:

  • a decisão do Governo conforme Resolução do Conselho de Ministros n.º 74-A/2022, de 6 de setembro, de não aumento do preço dos Passes, aplicável aos títulos Navegantes como medida excecional de mitigação dos efeitos da inflação, o que permite atender à atual situação económica e cumprir o objetivo de minimização dos impactos nos rendimentos das famílias;
  • a Taxa de Atualização Tarifária definida pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes a vigorar a partir de 1 de janeiro de 2023, de 6,11%;
  • o recente início da operação da Carris Metropolitana (Área 4 em junho de 2022, Área 3 em julho, Áreas 1 e 2 em janeiro de 2023), com definição e implementação de um novo sistema tarifário para os títulos ocasionais;
  • e, finalmente, o objetivo de promoção da utilização dos transportes públicos coletivos, preconizado para a área metropolitana de Lisboa.

A Área Metropolitana de Lisboa decidiu:

  1. Considerar o valor da Taxa de Atualização Tarifária a vigorar para o ano de 2023 para os títulos de transporte ocasionais de 6,11%, conforme determinado pela Autoridade de Mobilidade e Transportes;
  2. Não proceder ao aumento do preço de venda ao público dos títulos ocasionais dos serviços operados sob a marca Carris Metropolitana, que mantém o valor de 2022.

Esta decisão foi tomada após auscultação e articulação com as autoridades de transportes que tutelam serviços de transporte regular na área metropolitana de Lisboa.

Conforme decisão do Governo acima referida, também não haverá aumento dos preços de venda ao público dos passes do tarifário Navegante.

Tendo em conta a delegação e subdelegação de competências, a TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa, irá aferir o cumprimento desta decisão através da verificação dos valores de venda ao público apresentados pelos operadores de transporte.

Lisboa, 15 de novembro de 2022

Troféu da Caparica: alterações de serviço

Fruto da realização do Troféu da Caparica, na próxima sexta-feira, 18 de novembro, a partir das 9h30 no Monte da Caparica, as linhas 3007, 3008, 3009, 3012, 3014, 3021, 3022, 3030, 3034 e 3507 vão sofrer alterações de percurso, até que o trânsito seja reaberto nas vias cortadas para a realização da prova.

Assim, a linha 3007, entre o Bairro Fundo Fomento e Cacilhas (Terminal), efetua o percurso previsto até à Rua do 3 Vales, terminando o percurso na paragem da Escola Básica 2/3 do Monte da Caparica. Até ao final da prova, a linha não efetua paragens na aéreas assinaladas, retomando percurso na paragem da Quinta Rosa.

A linha 3008, entre a Banática e a Quintinha, faz um desvio pelo IC20 na paragem Casas Velhas, seguindo para Avenida Torrado da Silva através da Rua São Lourenço Poente, Rua Lourenço Nascente. A paragem faz-se na Boa Esperança.

Em relação às linhas 3009 e 3014, entre Cacilhas (Terminal) e Trafaria (Terminal) e Cacilhas (Terminal) e a Raposeira respetivamente, na Estação do Pragal, são desviadas pela Avenida Torrado da Silva em direção ao IC20, com saída em Pêra/Trafaria até à rotunda da Prio, retomando o percurso habitual a partir dos Bombeiros da Trafaria.

A linha 3012, entre Cacilhas (Terminal) e a Fonte da Telha, efetua um desvio para o IC20 nas Casas Velhas, retomando o seu percurso na Avenida Torrado da Silva.

Quanto à linha 3022, entre a Costa da Caparica e o Hospital Garcia de Horta, o desvio para o IC20 também se fará a partir de Casas Velhas, seguindo depois para a Avenida Torrado da Silva até à estação do Pragal, onde retoma o percurso habitual.

Tanto a linha 3021 como a 3030, entre a Costa da Caparica e o Monte da Caparica (FCT) e a Fonte da Telha e o Monte da Caparica (FCT) respetivamente, terminam o percurso no terminal provisório EN10-1 Pera.

A linha 3034, que liga Pronto Brandão (Terminal) à Quinta do Texugo, faz desvio nas Casas Velhas para o IC20, seguindo para  a Avenida Torrado da Silva pela Rua São Lourenço Poente, Rua da Bela Vista e Rua São Lourenço Nascente, efetuando paragem na Boa Esperança.

Por fim, a linha 3507, entre Cacilhas (Terminal) e o Marisol, efetua o percurso normal até à Rua da Bela Vista, segue peça Rua São Lourenço Poente, Avenida Torrado da Silva, retomando a partir daí as paragens previstas.  

Corte de Trânsito na Falagueira – Venda Nova por ocasião da Procissão em Honra da Imaculada Conceição 

Informa-se que, dentro das comemorações religiosas previstas para o próximo dia 8 de dezembro na Amadora, as carreiras da Vimeca sofrerão alterações de percurso, entre as 10h45 e as 12h30, graças a ocupação da via pública/condicionamento de transito requerida pela paróquia e aprovada pelo município.

Assim, durante o período acima descrito, o trânsito não circulará nas imediações da Igreja da Falagueira, na Estrada da Falagueira, Parque Aventura, Avenida Miguel Bombarda e Rua Elias Garcia. De resto, as artérias que compõem o percurso da Procissão em Honra da Imaculada Conceição. 

Terminal Cacilhas: acessos condicionados

Informamos que, devido às obras de pavimentação das vias de acesso ao Terminal de Cacilhas previstas entre 18 de novembro e 22 de novembro, as linhas da Carris Metropolitana, operadas pela Transportes Sul do Tejo (TST), poderão sofrer atrasos nas chegadas e partidas, continuando, no entanto, os percursos e paragens a realizar-se como previsto.  

Alteração de percurso das carreiras 132 e 134 da Vimeca

A partir desta terça-feira, dia 15 de novembro, e por um período previsível de três semanas, informa-se que, no âmbito das empreitadas de remodelação de Redes de Águas Residuais e Pluviais no Concelho da Amadora, na R. Fernando Maia em A-da-Beja, as carreiras 132 e 134 da Vimeca, no sentido para Casal de Cambra, passam a efetuar o seguinte percurso:

  • R. Fernando Maia / R. Quinta da Fonte Santa / dá á volta à rotunda da R. José Augusto Costa / Av. Abraão Zacuto Lusitano / R. da Ponte retomando o seu percurso na R. Horta da Costa.

TML no Hospital da Bonecada pela defesa do planeta

Com o carimbo da mobilidade sustentável e a promoção da utilização dos transportes públicos em detrimento dos individuais, a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) vai marcar presença no Hospital da Bonecada, já no próximo sábado, 19 de novembro, no Pavilhão Multiusos de Vila Franca de Xira.

Centrado em atividades lúdico-pedagógicas desenhadas para crianças com idades dos três aos dez anos, a presença da TML integra-se na estreia do subtema “Cuida do teu planeta” na iniciativa que replica um hospital onde as crianças são convidadas a levar os bonecos para receber tratamento médico.

Mais do que combater o medo à “bata branca”, o objetivo do Hospital da Bonecada também passa por transmitir um conjunto de hábitos saudáveis como a necessidade de realizar exercício físico, lavar os dentes com regularidade, praticar uma alimentação variada e equilibrada e, este ano, cuidar do ambiente.

É precisamente neste quadro que a TML se junta à iniciativa promovida pelo município de Vila Franca de Xira em parceria com a Associação de Estudantes de Medicina da Universidade Nova de Lisboa e outras associações de estudantes do ensino superior da área da saúde.

Levar os ursinhos ao médico, claro, mas de autocarro e, de preferência, com o título de transporte adequado.

Já é possível proceder à renovação da gratuitidade para Antigos Combatentes

Está a aproximar-se a data para a reativação da gratuitidade oferecida aos ex-combatentes e viúvas de ex-combatentes. Para poder continuar a viajar nos transportes públicos da Área Metropolitana de Lisboa após o dia 06 de novembro, os aderentes deverão reativar eletronicamente o seu cartão navegante® num dos espaços de atendimento ao cliente, podendo adicionalmente carregar o passe para o mês de dezembro.

Com o objetivo de simplificar este procedimento, alcançamos agora a possibilidade de proceder à reativação sem obrigação de entrega de nova documentação, bastando dirigir-se a um espaço de atendimento ao cliente para realizar a reativação do cartão e o carregamento do passe navegante.

Recordamos que o carregamento do passe mensal é obrigatório, devendo continuar a realizá-lo todos os meses para usufruir da gratuitidade.

Saiba quais os locais onde proceder à reativação e ao carregamento do seu cartão navegante®:

OperadorLocais de adesão e carregamento do passe
CarrisAdesão e carregamento – Loja do cidadão do Saldanha, Loja de Santo Amaro e Loja do Arco do Cego
Carris MetropolitanaAdesão e carregamento – em qualquer espaço navegante Carris Metropolitana
BarraqueiroAdesão e carregamento – Lojas de Mafra e Malveira
Carregamento – Parque intermodal de Mafra e Ericeira, Interface do Campo Grande e Terminal rodoviário de Vila Franca de Xira
CP – Comboios de PortugalAdesão – Gabinetes de Apoio ao Cliente do Cais do Sodré e do Rossio
Carregamento – Bilheteiras e máquinas de venda automática
FertagusAdesão – Estação do Pragal
Carregamento – Todas as estações
Metropolitano de LisboaAdesão e carregamento – espaços cliente do Marquês de Pombal e Campo Grande, Espaços navegante Alameda e Entre Campos
Carregamento do passe – Postos de venda assistida
Metro Transportes do SulAdesão e Carregamento – PA de Almada, Cacilhas e Corroios
Carregamento – rede de agentes
ScotturbAdesão e carregamento – Gabinete de Apoio ao Cliente de Alcabideche (Adroana)
VimecaAdesão e carregamento – Postos de Amadora, Carnaxide e Queluz (4 caminhos)
Carregamento – Postos do Bairro do Bosque, Brandoa e Cacém

Esta operação poderá ser realizada desde já, sem ter de aguardar pelo final do mês de novembro.

Esperamos que esta simplificação administrativa facilite a sua interação com o nosso serviço, e fomente a utilização do transporte público.

Obrigado por viajar com o navegante.

Lisboa: o seu passe gratuito já pode ser (re)carregado no Multibanco

O recarregamento do passe gratuito para Lisboa já pode ser realizado no Multibanco.

A partir de sábado, 29 de outubro, os lisboetas elegíveis para a gratuitidade do passe navegante urbano (maiores de 65 anos) e do navegante municipal Lisboa (jovens estudantes aderentes ao 4_18 ou ao sub23) passam a poder recarregar o título no Multibanco, evitando assim quaisquer deslocações aos espaços de atendimento ao cliente dos operadores.

Apesar de o passe ser gratuito, o carregamento é indispensável, sendo necessário fazê-lo mensalmente, à semelhança dos demais títulos de transporte.

Na prática, se até aqui, os maiores de 65 anos e os jovens com idades entre os 13 e 23 anos, se viam obrigados a proceder ao carregamento do passe navegante num espaço de atendimento ao cliente, a introdução desta possibilidade na rede SIBS, vem somar aos mais de 300 agentes Payshop cerca de 12 000 caixas Multibanco, alargando massivamente a rede de carregamento.

A disponibilização destes novos serviços de carregamento com assinatura navegante, desenvolvidos em parceria com a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) enquadram-se na promoção de uma mobilidade cada vez mais eficiente, seja em termos ecológicos, seja em termos económicos e sociais.

Cada vez mais prático e acessível, o carregamento mensal destes cartões continua a ser obrigatório para aceder ao desconto de 100% atribuído pela Câmara Municipal de Lisboa. 

Transtejo/Soflusa | Perturbações na ligação Barreiro – Terreiro do Paço

A limitação de recursos humanos operacionais existente faz que exista a impossibilidade de garantir a realização de todas as carreiras aos dias úteis.

Verificam-se as seguintes supressões:

Barreiro – Terreiro do Paço: 7:15, 8:05, 8:55, 14:55, 16:20, 17:10, 18:00, 18:50 e 19:50

Terreiro do Paço – Barreiro: 7:40, 8:30, 9:20, 15:20, 16:45, 17:35, 18:25, 19:15 e 20:15.

A Carris Metropolitana já chegou à Moovit!

Consultar linhas e paragens é agora mais fácil e imediato, já que os passageiros têm novas oportunidades de consulta de informação para uma viagem informada no transporte público.

Foi assinado o protocolo de parceria entre a Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML) que gere a Carris Metropolitana e a Moovit, uma empresa Intel, que gere a aplicação móvel reconhecida internacionalmente como fornecedora de soluções de mobilidade urbana (MaaS). A Moovit é parceira de mobilidade para a Carris Metropolitana e permite aceder através da sua aplicação móvel à informação atualizada sobre linhas e paragens, possibilitando o planeamento da viagem.

Mesmo a tempo do regresso às aulas, a aplicação iOS, Android e Web da Moovit já está disponível gratuitamente para os quase 3 milhões de residentes que vivem e se deslocam diariamente na área metropolitana de Lisboa. A Moovit combina informações oficiais da Carris Metropolitana e informações de crowdsourcing para calcular a melhor rota para cada viagem com opções de mobilidade urbana como autocarro, comboio, metro, barco, bicicleta, trotinete e sistemas de boleias.

A operação da Carris Metropolitana lançada em junho na margem sul da área metropolitana de Lisboa abrange 9 municípios. Em janeiro de 2023 este número subirá para 18. ‘É a maior operação rodoviária criada em Portugal e a informação dos passageiros é vital para as suas deslocações diárias’, disse Rui Lopo, Administrador da TML.

Esta nova parceria possibilita o acesso à informação de forma fácil aos cerca de 80 mil utilizadores diários da Carris Metropolitana. A Moovit já integrou 260 linhas e 4.290 paragens de autocarros da Carris Metropolitana na aplicação, que serão incrementados com o aumento de oferta previsto e com a expansão da rede à margem norte.

Os utilizadores da Moovit têm informações de programação mais atualizadas para que saibam exatamente a hora de chegada do seu modo de transporte, um recurso de direções com alertas de desembarque para fornecer orientação passo a passo para toda a viagem e alertas de serviço para que possam evitar interrupções nas linhas habituais e planear a sua viagem tendo acesso a essa informação adicional. Em paralelo, podem beneficiar de uma experiência de mobilidade inteligente e personalizada com novos recursos que preveem informações de viagem e rotas que são mais vitais para um determinado utilizador, assim que este entre na aplicação.

A TML está a trabalhar para fornecer toda a informação necessária ao bom funcionamento da Carris Metropolitana, e a parceria com a Moovit é um passo na divulgação de informação aos passageiros numa base multiplataforma. A informação da Carris Metropolitana deve chegar a todos os passageiros da área metropolitana de Lisboa, devendo num futuro próximo poder escolher as aplicações que melhor se adaptam às suas necessidades’, disse Faustino Gomes, Presidente da TML.

Em homenagem à parceria com a TML, o VP Marketing da Moovit veio a Portugal para assinalar a assinatura desta parceria.

À medida que a Moovit expande a sua cobertura no mercado português, esperamos uma relação duradoura com a Carris Metropolitana”, disse Yovav Meydad, VP Marketing da Moovit. “A nossa missão partilhada é melhorar a mobilidade urbana para todos e reduzir o congestionamento, e estamos entusiasmados com a possibilidade de estender o nosso serviço ainda a mais pessoas.

A Moovit orientou mais de 1,4 bilhão de usuários em todo o mundo desde sua criação e está disponível em 3.500 cidades em 112 países.

Terminal rodoviário do Campo Grande com alterações nas paragens

Criação de novo terminal frente à Rua Fernando Curado Ribeiro

O Terminal Rodoviário do Campo Grande, a partir do dia 9 de setembro, sofrerá algumas alterações temporárias, fruto da construção de dois novos viadutos no Campo Grande e das obras de prolongamento da linha Amarela e Verde do Metropolitano de Lisboa.

Com a manutenção e reorganização do terminal existente (Terminal 1), será criado também um novo terminal, localizado entre a Rua Fernando Curado Ribeiro e a Alameda das Linhas de Torres, que entrará igualmente em funcionamento no dia 9 de Setembro para as linhas da Rodoviária do Tejo e da Rodoviária do Oeste.

Esta reorganização terá implicações nos serviços de transporte da J.J. Santo António, Rodoviária de Lisboa, Henrique Leonardo Mota, Isidoro Duarte, Ribatejana, Boa Viagem, Mafrense, Barraqueiro Oeste e Rodoviária do Oeste/Tejo.

Assim, no terminal rodoviário atual (Terminal 1), verificar-se-ão as seguintes alterações na localização dos cais dos autocarros:

Cais atualOperador  Carreira Cais futuro
1J.J. Santo AntónioTorres Bela Vista1
2J.J. Santo AntónioTorres Bela Vista (via IC22)2
3J.J. Santo AntónioCidade Nova5
4Rodoviária de Lisboa201, 211, 901, 931, 214, 2267
5Rodoviária de Lisboa35311
6Rodoviária de Lisboa344, 33312
7Rodoviária de Lisboa334, 35413
8Rodoviária de Lisboa3318
9Rodoviária de Lisboa335, 336, 3379
10J.J. Santo AntónioUrmeira/Frielas6
11Henrique Leonardo Mota/ Isidoro DuarteGuerreiros/Póvoa Galega/Milharado15
Isidoro DuarteCabeço de Montachique/Asseiceira Grande/Póvoa da Galega16
13Rodoviária de Lisboa313, 32918
14Rodoviária de Lisboa300, 31119
15Rodoviária de Lisboa31220
16Rodoviária de Lisboa31521
17Ribatejana901, 921, Vila Franca de Xira17
18Boa Viagem2, 3, 2126
19Boa Viagem87, 8828
20Boa Viagem43, 7227
21Mafrense200, 208, 229, 2080 (via Venda do Pinheiro/Mafra/Malveira/Zambujal/Ericeira)24
22Barraqueiro Oeste70029
23Barraqueiro Oeste701, 70225
24Mafrense20722
25Mafrense20923

O futuro Terminal 2 localizar-se-á junto à estação de metro do Campo Grande, frente à Rua Ator Fernando Curado Ribeiro, ocupando temporariamente o espaço antes utilizado pelo parque de estacionamento da Empark na interseção com a Alameda das Linhas de Torres. Para o Terminal 2 serão relocalizadas as paragens referentes a um único operador, a Rodoviária do Oeste/Tejo, com as seguintes carreiras:

Cais atualOperadoraDestinoCais Futuro
26 (Terminal 1)Rodoviária do Oeste/TejoRápida Verde Caldas da Rainha30 (Terminal 2)
27 (Terminal 1)Rodoviária do Oeste/TejoRápida Verde Caldas da Rainha31 (Terminal 2)
28 (Terminal 1)Rodoviária do Oeste/TejoRápida Azul Peniche32 (Terminal 2)
29 (Terminal 1)Rodoviária do Oeste/TejoRápida Laranja/Vermelha Santarém e Rio Maior33 (Terminal 2)

Mais informações sobre os projetos em curso através do site https://projetos.metrolisboa.pt/

VOXPOP – Open call a todos os inovadores digitais

Está aberta uma open call a todos os inovadores digitais para a melhoria da acessibilidade na cidade de Lisboa e providenciar soluções para os desafios da mobilidade urbana.

As candidaturas são abertas a Micro, Pequenas e Médias Empresas (PMEs), Organizações da Sociedade Civil (OSC), Organizações Não Governamentais (ONGs), Instituições de Ensino Superior e Centros de Investigação, elegíveis para o apoio financeiro destinado ao desenvolvimento, adaptações e testes de soluções digitais em open source.

O projecto VoxPop, criado com o intuito de ser um consórcio agregador dos principais agentes de mobilidade, onde se inclui a Transportes Metropolitanos de Lisboa, a Câmara Municipal de Lisboa, a EMEL, Carris e o Metropolitano de Lisboa tem como objetivo a partilha de uma forma colaborativa e transparente dos dados de interesse público para consequentemente identificar oportunidades de melhoria do sistema de mobilidade e transportes, assim como permitir a eficiência dos processos de planeamento e gestão de ativos, assente na inovação e na transição digital no sector da mobilidade.

Saiba mais sobre o VoxPop e candidate-se em https://www.voxpoplisboa-en.pt/

Carris Metropolitana na Moovit

Na Moovit encontra toda a informação sobre percursos, horários e paragens na área 3 da rede Carris Metropolitana (Almada, Seixal e Sesimbra), que já se encontra disponível nas versões desktop e app.

Brevemente ficará disponível toda a informação sobre a área 4 (Alcochete, Barreiro, Montijo, Moita, Palmela e Setúbal), permitindo que os passageiros da Carris Metropolitana consigam facilmente planear os seus percursos.

Consulte aqui mais informações sobre esta parceria.

Transtejo/Soflusa – Perturbações na ligação Barreiro – Terreiro do Paço

Mantendo-se a limitação de recursos operacionais o operador não garante a realização de todas as carreiras aos “Dias Úteis” de 01 a 16 de setembro.

Verificam-se as seguintes supressões:

Barreiro – Terreiro do Paço: 7:15, 8:05, 8:55, 14:55, 16:20, 17:10, 18:00, 18:50 e 19:50

Terreiro do Paço – Barreiro: 7:40, 8:30, 9:20, 15:20, 16:45, 17:35, 18:25, 19:15 e 20:15.